• Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square

Não faça para os outros, o que eles podem fazer sozinhos

1/5
Please reload

TRAUMA TEM CURA

1/6
Please reload

TEATRO ESPONTÂNEO COMO ABORDAGEM TERAPÊUTICA

1/10
Please reload

Psicoterapia Infantil

08/01/2019

 

Psicoterapia Infantil

 

Grupo para Crianças

 

Nº de participantes:6

Investimento: R$200,00 (mensalidade)

Faixa etária: 9 a 12 anos

Atendimento semanal com 1hora de duração

 

Dificuldades de aprendizagem, psicomotoras, separações prolongadas, perdas traumáticas e relações conflitivas são alguns dos fatores que motivam cada vez mais pais e professores à procura por atendimento psicológico para suas crianças.

Enquanto a criança está enfrentando algumas destas dificuldades os seus mecanismos de defesa são acionados e mesmo depois de aliviado por um momento, o sofrimento emocional não termina e uma das formas dele se manifestar ocorre através de alterações no seu comportamento

 

.O Psicodrama surge como uma teoria psicológica e um método terapêutico, onde a criança é compreendida como ser ativo, social e sujeito da sua história, responsável por seus atos. Tem como instrumento a dramatização e a ação simbólica que se busca objetivar, permitindo investigar os vínculos interpessoais e suas características.

 

O espaço da terapia é uma oportunidade para a criança se expressar realmente no “aqui - agora” e ativar ainda mais sua espontaneidade e criatividade. Através de técnicas específicas assim como Jogos Psicodramáticos, a terapia possibilita a expressão de possíveis angústias, pensamentos e percepções do que vivencia, além de intervir na prevenção de distúrbios relacionais a longo prazo


A psicoterapia com crianças tem como objetivo ajudá-las a tomar consciência de si mesmas e de sua existência em seus mundos. Este processo de trabalho é muito delicado.

Geralmente começa com o que é mais fácil e confortável para a criança, antes de entrar nos lugares mais difíceis e desconfortáveis de sua vida. Se conversamos sobre as coisas mais fáceis, elas então se abrem mais para falar sobre as dificuldades.

Estando com a criança, é possível sentir algum tipo de tristeza ou desconforto. Ou ficar impressionado pela postura corporal dela ao falar, e é necessário concentrar a atenção neste fato. Quando revelam algum tipo de perturbação, existe alguma disfunção no equilíbrio e no fluxo do organismo . Fazer terapia pode ser descrito, então, como voltar para localizar e restaurar a função mal colocada.

As crianças logo aprendem que a vida não é perfeita, que vivemos num mundo muito caótico, de dicotomia e tradição. Geralmente, os pais que estão criando seus filhos têm eles próprios as suas dificuldades pessoais a enfrentar. As crianças aprendem a enfrentar e compensar. Muitas se saem bastante bem no viver, no crescer e aprender. 

As crianças fazem o que podem para ir em frente, para sobreviver. A investida delas é em direção ao crescimento. A tarefa é ajudá-las a se sentirem fortes dentro de si próprias, a verem o mundo à sua volta tal como ele realmente é. É importante elas saberem que têm escolhas quanto à forma de viver no mundo, e como reagirão a ele.

 

 

Local: Mente e Movimento - Psicologia Clínica e Arteterapia
Rua Coronel Moreira César, nº 426, sala 405
Prime Business Icaraí, Icaraí - Niterói – RJ



Contatos:
whatsapp 21 98883-8143
Tel. 21 2611-2367

menteemovimento@gmail.com
www.menteemovimento.com.br

Direção: Jaira Coutinho( Psicóloga/Psicodramatista)CRP -RJ/05/3950

Filiada à ABT (Associação Brasileira de Trauma)

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Categorias

Tipos de bullying nas escolas

1/10
Please reload