• Mente e Movimento

De acordo com Abraham Maslow, tudo que você precisa é amor


A base do ser humano é, segundo Abraham Maslow, o amor. No entanto, só as pessoas autorrealizadas são capazes de oferecer o amor mais enriquecedor, aquele baseado na empatia, no afeto saudável e no respeito.

Os Beatles não estavam muito errados quando criaram uma música cativante no final dos anos 1960 que dizia “tudo que você precisa é amor”. Foi isso que o psicólogo humanista Abraham Maslow nos sugeriu um pouco antes, bem na década de 1940. De fato, uma das necessidades mais básicas — talvez a mais decisiva — é sentir-se verdadeiramente amado.

Tanto que, se não conhecemos essa experiência desde cedo, é muito difícil desenvolver uma autoestima saudável. Sentir-se apreciado, respeitado, cuidado e valorizado facilita a escalada dessa pirâmide de necessidades que o próprio Maslow desenvolveu e que é um marco no campo da motivação humana.

Somente quando nos sentimos cercados de amor autêntico podemos alcançar a autorrealização. Além disso, somente as pessoas autorrealizadas são capazes de oferecer esse afeto enriquecedor e saudável. Falamos desse amor cujos componentes nada mais são do que a empatia, o respeito e o afeto incondicional.

O amor é uma força transformadora que todo ser humano precisa receber, seja da família, dos amigos, do parceiro, etc. Receber e saber oferecê-lo nos tornará pessoas autorrealizadas.


O amor da família, amigos e parceiros impulsiona nosso potencial humano.

Lembre-se, tudo que você precisa é de amor

Como lembraremos, a pirâmide ou hierarquia das necessidades humanas de Abraham Maslow tinha 5 etapas. Essas necessidades variaram desde as mais básicas, como as necessidades físicas, de segurança e proteção, até aquelas relacionadas às necessidades de pertencimento, autoestima e autorrealização, respectivamente. O que podemos ter esquecido em mais de uma ocasião é onde está o amor nessa teoria.

Pois bem, a maioria assume que essa dimensão reside na terceira etapa e na que se refere às necessidades sociais. No entanto, de acordo com Abraham Maslow, o amor é uma necessidade básica que impulsionaria todo o desenvolvimento humano. É necessário para o bebê que é alimentado, protegido e cuidado. E precisamos até do carinho de nossos entes queridos para desfrutar de uma boa saúde física e psicológica.

Como ele nos explicou em sua obra Toward a psychology of being (1962), o amor é uma necessidade psicológica básica para poder desenvolver outras capacidades, como autoestima e autorrealização. Sentir e saber que somos amados nos impede de sentimentos neuróticos, reduz nossos medos e nos torna pessoas mais confiantes.

As pessoas são boas por natureza. Dê amor, carinho e segurança, e eles lhe darão amor e estarão seguros em seus sentimentos e comportamento.

O amor é um elemento fundamental para prosperar

Tudo o que você precisa é de amor e se você não o recebeu de sua família, pode recebê-lo de outras figuras. Os amigos são outro suporte extraordinário de afeto e validação, assim como nossos parceiros. Tenha isso em mente. Uma infância infeliz sem apegos sólidos não precisa determinar sua vida.

Você ainda pode alcançar a autorrealização se estiver motivado, e o amor sempre atuará como uma grande força interior. Não importa de onde vem. É um estado emocional profundo e enriquecedor, baseado no cuidado altruísta. Essa experiência, é claro, pode ser obtida por muitas figuras em seu ambiente.

Além disso, vale a pena levar em conta outro aspecto. Parte de sua evolução como ser humano também requer que você desenvolva e encontre relacionamentos saudáveis, significativos e felizes. Ao encontrar os amigos, colegas e parceiros que te façam verdadeiramente feliz, muitas de suas necessidades serão atendidas.

Pessoas autorrealizadas são hábeis em assuntos emocionais

Abraham Maslow escreveu um capítulo em Religions, Values & Peak-Experiences que discutiu o amor em pessoas saudáveis. Sua descrição e análise foi um avanço para a psicologia positiva e os relacionamentos. Algo que ele apontou é que homens e mulheres autorrealizados estavam livres de mostrar necessidades egoístas. Tampouco procuravam bajular ou dominar o outro.

A pessoa que se conhece e que trabalha todos os dias para ser um pouco melhor sabe em que consiste o amor saudável. O carinho enriquecedor se baseia na empatia e no respeito, e é preciso saber recebê-lo, cuidá-lo e, sobretudo, oferecê-lo. Este ponto é muito importante para Abraham Maslow. Porque, como ele mesmo explica, quem sabe dar e receber amor evita a dor da solidão.

“Devemos entender o amor, devemos ser capazes de ensiná-lo, criá-lo, predizê-lo, ou então o mundo se perderá em hostilidade e desconfiança.” Abraham Maslow


As pessoas autorrealizadas praticam o amor saudável, livre de apegos doentios, ciúmes e inseguranças.

Tudo que você precisa é de amor, procure-o em qualquer uma de suas formas

Tudo que você precisa é de um bom amor, aquele que não machuca e te deixa ser quem você quiser ser. Além do mais, procure aquelas pessoas que até te incentivam a ser melhor. Não importam as experiências passadas, suas decepções, a experiência de se sentir amado e amoroso sempre valerá a pena.

No entanto, não concentre todos os seus recursos em encontrar sua alma gêmea ou aquele parceiro que te faz feliz. Procure o amor em todas as suas formas possíveis e não hesite em agradecer às pessoas que já fazem parte da sua vida. Seus amigos, seus filhos, sua família e até mesmo seus animais de estimação também são fontes inesgotáveis de carinho e afeição luminosa.

As melhores dimensões deste mundo são sempre gratuitas, mas é preciso saber apreciá-las. Ame, cuide, deixe-se amar e permita que o mais sincero carinho o inspire na jornada da vida.


https://amenteemaravilhosa.com.br/de-acordo-com-abraham-maslow-tudo-que-voce-precisa-e-amor

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo