• Mente e Movimento

TEATRO ESPONTÂNEO COMO ABORDAGEM TERAPÊUTICA



No Teatro Espontâneo pode-se conceber diversas maneiras de viver a realidade individual e coletiva de forma lúdica e descompromissada com as convenções sociais, através da verbalização e de outras formas de expressão.

Pela re-vivência da vida cotidiana, buscam-se nos fatos do cotidiano,suas questões conflitivas ,intrincadas na maneira como cada um vivencia o cotidiano diante de situações desafiadoras. A liberação de emoções que emergem durante a terapia,são simbolicamente enfrentadas, para que sejam transpostas para a atuação na vida real. A técnica teatral explora as possibilidades de (re)vivê-las, concedendo-lhes o poder de transformação através da (des)construção deste cotidiano. Através dos jogos dramáticos, trabalham-se a espontaneidade, o processo criativo e a auto-expressão, habilidades necessárias para viabilizar novas maneiras de repensar as posturas pessoais, os papéis desempenhados e as atuações inconscientes, tornando-as visíveis, objetivas e re-vividas, com enfoque na resolução de conflitos. Além disso, as abordagens corporais permitem o acesso a emoções contidas e impressas no corpo, por meio da vivência de técnicas e movimentos que exploram a consciência corporal e a auto-percepção. O trabalho de interação grupal possibilita acessar a importância do grupo enquanto suporte e espelho no processo de autoconhecimento e de evolução pessoal. Portanto, o processo terapêutico dá-se pela conscientização de si enquanto ser que pode atuar intencionalmente no mundo ao redor, um ser socialmente ativo,transformador da própria realidade Fonte: http://tocoletiva.com.br/ Profa. Dra Marcia Pontes Mendonça –DTO/UFSCAR

#teatroespontaneo #relaçõesinterpessoais

0 visualização

Criado Por Ludmila Coutinho. Mente e Movimento. Todos os direitos reservados®

Rua Coronel Moreira César, nº 426 - sala 405, Icaraí - Niterói -RJ

Tel.: (21) 98883-8143 / 98777-8142 / 2611-2367