• Mente e Movimento

O aprendizado que nasce do sofrimento (resiliência)



Estudar como as pessoas integram as experiências de suas vidas e como estas se veem no futuro é um trabalho que os psicólogos e os cientistas de todo o mundo têm se preocupado em fazer. Assim, os conhecimentos sobre a resiliência têm se aprofundado.

Resiliência é a capacidade das pessoas de superar a dor e as situações adversas da vida, que em muitos casos são extremas. Vários estudos foram feitos sobre a resiliência com pessoas que tiveram experiências conhecidas como “traumáticas” (acidentes de trânsito, casos de abuso sexual, divórcios, abandono da família, demissões, etc.).

“É um privilégio ter vivido uma vida dura”

– Indira Gandhi –

Quando o meu sofrimento foi aumentado, logo percebi que havia duas maneiras de responder à situação: reagir com amargura ou transformar o sofrimento em uma força criativa. Eu escolhi a segunda opção.

– Martin Luther King –

Ao contrário de muitas pessoas, alguns dos indivíduos que participaram do estudo tinham uma alta “resiliência”, que posteriormente se transformou em uma maior excelência pessoal e profissional.

Os ensinamentos retirados deste sofrimento são o que conta. Apenas o amor e a superação de si mesmo podem nos fazer chegar onde queremos, com simplicidade e grandiosidade ao mesmo tempo. Não é sobre fama e riqueza, mas sim sobre viver a vida sem uma frustração constante.

É por isso que resistência não é o mesmo que resiliência, pois a resistência se refere a uma resistência estática, um tanto quanto passiva, já a resiliência é a força que transcende todo o sofrimento. É uma desvantagem inicial que algumas pessoas transformaram em habilidade social, em um propósito de vida e em uma inteligência emocional muito mais desenvolvida.

Como um exemplo claro de resiliência, não queremos terminar este artigo sem mencionar o mais famoso condenado do mundo: Nelson Mandela. Ele ficou 27 anos em uma prisão e isso não o impediu de ser um exemplo de superação e da sua luta pacífica. O que mais poderíamos dizer senão que… nós podemos nos contagiar pelo seu valioso exemplo.

https://amenteemaravilhosa.com.br


105 visualizações0 comentário

Criado Por Ludmila Coutinho. Mente e Movimento. Todos os direitos reservados®

Rua Coronel Moreira César, nº 426 - sala 405, Icaraí - Niterói -RJ

Tel.: (21) 98883-8143 / 98777-8142 / 2611-2367