"Beco dos Excluídos"

Perfomance Teatral, “BECO DOS EXCLUÍDOS” (SOCIODRAMA), criada a partir do Projeto AS DIFERENÇAS SOBEM AO PALCO, dirigido a adolescentes carentes, vítimas do descaso social.

Reflete o desejo de contribuir para a formação de um novo homem, com uma nova visão de mundo, que o impulsione a ser um cidadão, dotando-o de instrumentos de análise, compreensão,participação no mundo cultural, político e de produção econômica.
 O objetivo é , além de ajudar a inclusão destes adolescentes, sensibilizar e conquistar o maior número de  adesão  de profissionais de educação, saúde, serviço socisl, Juízes e promotores ligados às questões da infância e adolescência, políticos e autoridades.
 O conteúdo da pefomance, retrata desde o nascimento do homem, seu contato com os preconceitos e a indiferença, obrigando-o a vestir as” máscaras” impostas pela sociedade, seu sofrimento, e enfim a descoberta de sua verdadeira identidade. 
 A Perfomance é apresentada pelo Palhaço Angústia e os adolescentes.
 A nossa mensagem de AMOR a todo Homem Excluído.
 Elaboração, direção e participação: Jaíra Coutinho

Histórico da Perfomance “Beco dos Excluídos”:

 

Este trabalho teve início  na SEMEC (1994), quando dava aulas de Teatro para grupos de adolescentes das escolas municipais e estaduais . Em 1996, teve continuidade com um grupo de adolescentes acolhidos numa Instituição de Acolhimento (AMAS ).

Como Psicóloga da FME, SEMEC, em 1992, atuei junto a um grupo de profissionais de educação na Peça teatral Loucuras na Praça, como menina de rua, dirigida pela atriz e escritora Carmem Moreno. Esta Peça também tinha também como objetivo retratar os conflitos sociais.

Após o término do contrato de Carmem,  a mesma indicou-me para ocupar seu lugar,onde continuei com oficinas para os profissionais de educação e para adolescentes da Rede Municipal e Estadual de Niterói.

Foi então que pensando em alguma apresentação a ser apresentada no Natal de l994 que a perfomance ,foi criada, com a participaçao dos adolescentes.

Em l996, de volta à FME, Assesorando uma unidade escolar conveniada Lealdino Alcântara, sensibilizada com as questões sociais que este adolescentes convivem ,como miséria, fome , violência, etc... dei continuidade a este trabalho.Sempre com este objetivo: o da inclusão social.

Teve então ,como resultado, através de um trabalho sistemático com adolescentes carentes que moram em cases lares do Projeto AMAS , a criação da Perfomance teatral “BECO DOS EXCLUÍDOS”, inspirada na teoria da Espontaneidade ,de Moreno ,Pai do Psicodrama.

Trabalho voltado para o seu desenvolvimento, principalmente para sua auto-estima.

Os objetivos foram , além de ajudar na inclusão destes adolescentes, também de sensibilizar e conquistar maior número de adesão de profissionais de saúde mental, assistência social e educação nesta luta pela transformação da sociedade.

O conteúdo da perfomance, retrata desde o nascimento do Homem, imaginando um mundo igual para todos e feliz, o seu contato com os preconceitos, obrigando-os a vestir máscaras impostas pela sociedade , para sobreviver e finalmente a descoberta de sua verdadeira identidade., possibilitando portanto a identificação de suas reais possibilidades e a sua importância de sua atuação na construção de uma sociedade justa e igual ,para que todos tenham as mesmas oportunidades.

As apresentações foram realizadas em Hospitais, Congressos, seminários, movimentos sociais para profissionais de educação , assistência social, saúde, da rede de Atenção à Criança aos adolescente, como CAPSi, CREAS, CRAS, Conselhos Tutelares, e de forma geral, toda a sociedade que precisa se sensibilizar com estas questões tão importantes.

O projeto  “Beco dos Excluídos”, não se esgota apenas numa apresentação. A performance é um produto final, de um trabalho sistemático , através de Teatro Terapêutico ,e que tem como objetivo a sensibilização do público e aumentar a auto-estima das crianças e adolescentes, uma vez que, no palco de teatro, os atores se sentem como responsáveis por uma mensagem, capaz de transformar a opinião do público.

É realizado  através de encontros semanais, utilizando técnicas psicodramáticas como ferramentas para que esses adolescentes possam expressar suas emoções, elaborando-as, trazendo-as à luz da consciência, conduzindo ao processo de auto-conhecimento, descobrindo, portanto, suas reais possibilidades e, conseqüentemente, podendo ser conduzidos para uma inserção no meio social

APRESENTAÇÕES E ENTREVISTAS da Perfomance Teatral “BECO DOS EXCLUÌDOS”

 

Fundação Municipal de Educação- para profissionais de Educação, autoridades em Educação e comunidade-l996

 

Hospital Getúlio Vargas – apresentação para profissionais de Saúde e aos pais ou responsáveis das crianças internadas e /ou atendidas naquela Unidade de Saúde -1988

 

lª Jornada Intermunicipal de Educação Inclusiva- aprentação para oPrefeito, Secretário de Educação e outras autoridades -Teatro da UFF- outubro de 2000

 

XI- Encontro Estadual de Psicodrama-apresentação para os psicólogos e psicodramatistas da SOMOPSI – Hotel Astória- Copacapana

2000 “ Séc. XXI Da Utopia à Realização - Repensando Valores, Invertendo Papéis,Resgatando a Saúde Social

 

“ Evento promovido pela Secretaria de Educação e Cidadania-SESC – apresentada à autoridades em Educação, profissionais de Educação e Comunidade.

.

Casa de Saúde Dr. Eiras- V Simpósio de Saúde Mental -”Da prevenção ao Adoecer e Ressocialização” -Assistência Primária, Secundária e Terciária - Palestrante e Apresentação da Perfomance Teatral “BECO DOS EXCLUÍDOS” Paracambi -22/09/2000 Hospital Getúlio Vargas- apresentada aos profissionais de Saúde, pais e ous responsáveis das crianças internadas ou atendidas pela Instituição-

 

2001 II Jornada de Educação Inclusiva – apresentação ao Prefeito, Secretário de Educação e autoridades,responsáveis pela Educação Inclusiva – Clube Português -2002

 

Escola Municipal Conveniada Lealdino Alcântara com o Projeto Amas - apresentação à Direção do Projeto Amas e à comunidade-

2002

 

Apresentação no Movimento dos profissionais de Educação em favor do magistério Buraco do Lumem -Rio de Janeiro 29/04/2003-

 

XIII Encontro estadual de Psicodrama -2004 – apresentados para psicodramatistas - SOMOPSI

 

Câmara Municipal de Niterói -lançamento do Conselho de Defesa Racial de Niterói – 29 de novembro de2005

 

Apresentação para autoridades e comunidade. UPPES – 2006

 

Filmagem realizada e apresentada no programa de televisão SERGINHO TOTAL-Canal 36 19 de dezembro de l996

 

Participação no Programa “UPPE TV – A REVISTA DO EDUCADOR, apresentando o Projeto “AS DIFERENÇAS SOBEM AO PALCO”, esclarecendo as interferências da Sindrome de Bournout, na vida pessoal e profissional dos educadores. Fevereiro de 2002.

 

Participação no Programa UPPE TV – A REVISTA DO EDUCADOR, apresentando um dos adolescentes que havia participado do Projeto “BECO DOS EXCLUÌDOS”, e que atualmente encontra-se incluído na sociedade. Agosto de 2002

 

Participação no Programa “ALERTA NITERÒI”- CANAL 36 , apresentando a proposta doProjeto“BECO DOS EXCLUÍDOS”

Participação no programa A VOZ DO PROFESSOR – Rádio Bandeirantes,1360 AM – 4/08/2005 , apresentando Projetos relacionados à Educação.

 

Participação no Programa “CAFÉ DA MANHÔ- CANAL 36 , apresentando a proposta do Projeto “BECO DOS EXCLUÍDOS” - novembro de 2006

 

Apresentação e direção da Perfomance”Beco dos Excluídos” na E.M. Portugal Neves -2013

 

Apresentação da Perfomance ”Beco dos Excluídos” na E.M. João Brasil-2013

 

Apresentação da perfomance ”Beco dos Excluídos” no CREAS (Centro de Referência da assistência social) –

2013

Apresentação no 1º Encontro Municipal da população em Situação de Rua- 2013 (Faculdade Universo), para profissionais da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente

Grupo de Adolescentes.Este trabalho foi construído  no NAE(Núcleo de Arte e Educação)-SEMEC- Niterói-1996 sob minha direção.

Trata-se da apresentação da Perfomance “BECO DOS EXCLUÍDOS”, no auditório da FME(Fundação Municipal de Educação de Niterói).

Os personagens apresentados foram criados a partir do desejo de cada adolescente .Puderam expressar suas emoções através de um clima lúdico e não censurado.Nestas cena obervamos alguns personagens: como o “louco”, a prostituta, o bandido, a população em situação de rua, etc…

Adolescentes e jovens têm no Psicodrama um espaço de fala que, na maioria das vezes, inexiste na escola e na sua vida. O palco psicodramático é um território livre onde qualquer idéia, tempo ou personalidade pode ser exposta sem acarretar punições comuns na vida real por conta do distanciamento que a ficção proporciona. Essa situação é fundamental para o desenvolvimento de uma reflexão crítica, e contribui para satisfazer a busca de experiências característica da adolescência.

O objetivo deste trabalho, é a de que estas situações  sejam “olhadas ” pela sociedade sem preconceitos , que nos façam pensar sobre as condições que  estas pessoas vivem. Pensamos nesta Perfomance, não só como a possibilidade de transmitir uma mensagem de Amor a todo o ser Humano que se encontra em situação de Exclusão, como também no desejo de contribuir para transformar a sociedade em que vivemos  num lugar mais justo e igual para todos.

Criado Por Ludmila Coutinho. Mente e Movimento. Todos os direitos reservados®

Rua Coronel Moreira César, nº 426 - sala 405, Icaraí - Niterói -RJ

Tel.: (21) 98883-8143 / 98777-8142 / 2611-2367